05/C13-i01/2023 PAE+S 2023 (1.º Aviso)

Apoio encerrado a 31/10/2023 às 18 horas
 
Programa de apoio edifícios mais sustentáveis
 


Informação 22/01/2024

Investimento C13-i01: Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis

O Fundo Ambiental informa que a data estimada para início do procedimento de avaliação será a partir de março/abril de 2024.

O Fundo Ambiental disponibilizará na sua página informação referente ao Aviso, sempre que tal se justifique. 


Informação 31/10/2023

Investimento C13-i01: Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis

O Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis encerrou às 17:59h do dia 31 de outubro de 2023.

O Fundo Ambiental disponibilizará na sua página informação referente ao Aviso, sempre que tal se justifique. 



Informação 27/10/2023

Investimento C13-i01: Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis

O Fundo Ambiental informa que o elevado número de acessos à plataforma de candidaturas poderá provocar demora no acesso e submissão de candidaturas, durante os próximos dias e até ao fecho do Aviso.

Recomendamos que efetue o preenchimento da sua candidatura de forma faseada, gravando a informação preenchida antes de submeter a candidatura (Observação: sempre que é efetuada uma gravação faseada, para retomar o acesso ao formulário, deverá clicar no botão “Editar”).


Informação 16/08/2023

Investimento C13-i01: Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis

Informamos todos os interessados que o formulário para submissão de candidaturas ao Aviso n.º 05/C13-i01/2023, Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis 2023, se encontra disponível aqui.

Informação


Investimento C13-i01: Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis


O Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis 2023 (1.º AVISO) está aberto desde 18 de julho de 2023 até às 17:59 h do dia 31 de outubro de 2023, ou até à data em que seja previsível esgotar a dotação prevista, consoante o que ocorra primeiro.

Consulte o AAC do Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis 2023 (1.º AVISO) (consulte aqui)

Informamos que a partir de dia 16 de agosto de 2023, vai estar disponível a plataforma para a apresentação das candidaturas ao presente Aviso.

O Fundo Ambiental disponibilizará na sua página informação referente ao Aviso, sempre que tal se justifique.


REPUBLICAÇÕES

  • Consulte aqui a 1ª Republicação do Aviso N.º 05/C13-i01/2023 – “Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis 2023 (1º Aviso)” – (11/08/2023)
  • Consulte aqui a 2ª Republicação do Aviso N.º 05/C13-i01/2023 – “Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis 2023 (1º Aviso)” – (13/09/2023)


ENQUADRAMENTO

O presente Aviso de Abertura de Concurso (AAC) enquadra-se no Regulamento (UE) n.º 2021/241, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 12 de fevereiro de 2021, e estabelece as regras de atribuição de financiamento do programa «Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis» no âmbito do investimento TC- C13-i01 – Eficiência Energética em Edifícios Residenciais da Componente C13 - “Eficiência Energética em Edifícios” do Plano de Recuperação e Resiliência, nos termos da Decisão de Execução do Conselho, COM(2021) 321, de 6 de julho, que aprova o PRR para Portugal.

Reabilitar e tornar os edifícios energeticamente mais eficientes potencia o alcance de múltiplos objetivos, designadamente, a melhoria dos níveis de conforto para os seus utilizadores, a melhoria da qualidade do ar interior, o benefício para a saúde, a extensão da vida útil dos edifícios, o aumento da sua resiliência, a redução da fatura e da dependência energética do país, bem como a redução de emissões de gases com efeito de estufa (GEE).


OBJETIVOS

O Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis 2023 tem como objetivo o financiamento de medidas que promovam a reabilitação, a descarbonização, a eficiência energética, a eficiência hídrica e a economia circular, contribuindo para a melhoria do desempenho energético e ambiental dos edifícios e para as referidas metas. Em concreto, pretende -se que as medidas a apoiar possam conduzir, em média, a pelo menos 30% de redução do consumo de energia primária nos edifícios intervencionados. 

Face aos resultados obtidos na segunda fase do Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis, os principais desafios do Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis 2023 colocam-se ao nível da diversificação geográfica dos investimentos, da implementação de medidas em edifícios multifamiliares e da implementação de medidas passivas (reabilitação térmica das envolventes opacas e envidraçadas). No Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis 2023 implementa-se um sistema de majorações que pretendem responder a estes desafios.


ÂMBITO GEOGRÁFICO E SETORIAL

O Programa de incentivos abrange edifícios de habitação existentes, unifamiliares, bem como frações autónomas de edifícios multifamiliares licenciados para habitação até 31 de dezembro de 2006, inclusive.

Excetuam-se do disposto no número anterior as intervenções efetuadas em edifícios de habitação existentes, unifamiliares, bem frações autónomas de edifícios multifamiliares licenciados até 1 de julho de 2021 que se enquadrem nas tipologias 3, 4 e 5 dos pontos 4 e 5 deste Aviso.

O Aviso aplica-se a todo o território nacional (Continente e Regiões Autónomas da Madeira e Açores).


BENEFICIÁRIOS

São elegíveis as pessoas singulares proprietárias que residam permanentemente na habitação.

São elegíveis pessoas singulares que comprovem a qualidade de titular de qualquer direito que lhe confira a faculdade de realizar as intervenções nos imóveis referidos nos pontos 2 e 5, incluindo os seus proprietários e coproprietários ou titular de cabeça de casal de herança indivisa ou outro herdeiro desde que autorizado pelo respetivo titular da herança, ou usufrutuários e os arrendatários.


TIPOLOGIAS DE INTERVENÇÃO

O presente Aviso tem como objetivo apoiar candidaturas que podem incluir as seguintes tipologias de intervenção:

Tipologia 1)

Substituição de janelas não eficientes por janelas eficientes, de classe energética igual a «A+»; 

Tipologia 2)

Aplicação ou substituição de isolamento térmico em coberturas, paredes ou pavimentos; 

Tipologia 3)

Sistemas de aquecimento e/ou arrefecimento ambiente e de águas quentes sanitárias (AQS) que recorram a energia renovável, de classe energética «A+» ou superior; 

Tipologia 4)

Instalação de sistemas fotovoltaicos e outros equipamentos de produção de energia renovável para autoconsumo com ou sem armazenamento; 

Tipologia 5)

Intervenções que visem a eficiência hídrica.


FINANCIAMENTO: NATUREZA, DOTAÇÃO E TAXAS DE COMPARTICIPAÇÃO

A dotação global deste Aviso é de 30 milhões de euros (trinta milhões de euros).O presente Aviso tem como objetivo apoiar candidaturas que incidam sobre as tipologias de intervenção listadas anteriormente, tendo em conta a comparticipação e o limite máximo de despesas elegíveis por tipologia de intervenção previstas na tabela seguinte:

Tipologia

Tipologia de intervenção

Taxa de comparticipação

Limite
(€)


Majorações1

Limite (€) face à localização geográfica (10%)

Limite (€) com o Aviso dos Condomínios (10%)

Limite (€) relativo à 2.ª candidaturas (5%)

Limite (€) relativo à 3ª candidaturas (10%)


1


Substituição de janelas não eficientes por janelas eficientes, de classe energética igual a "A+"

85%

2 000 €

2 200€

2 200 €

2 100 €

2 200 €


2


Aplicação ou substituição de isolamento térmico em coberturas, paredes ou pavimentos, recorrendo a materiais de base natural (ecomateriais), que incorporem materiais reciclados ou recorrendo a outros materiais:

2.1a

Coberturas e/ou pavimentos recorrendo a isolamentos de base natural (ecomateriais) ou que incorporem materiais reciclados

85%

4 000 €

4 400 €

-

4 200 €

4 400 €

2.1b

Coberturas e/ou pavimentos recorrendo a isolamentos de outros materiais

65%

4 000 €

4 400 €

-

4 200 €

4 400 €

2.2a

Paredes recorrendo a isolamentos de base natural (ecomateriais) ou que incorporem materiais reciclados

85%

4 750 €

5 225 €

-

4 977,50 €

5 225 €

2.2b

Paredes recorrendo a isolamentos de outros materiais

65%

4 750 €

5 225 €

-

4 977,50 €

5 225 €


3


Sistemas de aquecimento e/ou arrefecimento ambiente e/ou de águas quentes sanitárias (AQS), que recorram a energia renovável, de classe energética “A+” ou superior, designadamente:

3.1

Bombas de calor

85%

2 000 €

2 200 €

-

2 100 €

2 200 €

3.2

Sistemas solares térmicos

85%

2 000 €

2 200 €

-

2 100 €

2 200 €

3.3

Caldeiras e recuperadores a biomassa

85%

1 500 €

1 650 €

-

1 575€

1 650 €


4


Instalação de sistemas fotovoltaicos ou de outros equipamentos de fonte de energia renovável para a produção de energia elétrica para autoconsumo:

4.1

Sem inclusão de sistemas de armazenamento de energia

85%

1 000 €

1 100 €

-

1 050 €

1 100 €

4.2

Com a inclusão de sistemas de armazenamento de energia

85%

3 000 €

3 300 €

-

3 150 €

3 300 €


5


Intervenções que visem a eficiência hídrica por via de:

5.1

Substituição de dispositivos de uso de água na habitação por outros mais eficientes e/ou instalação de soluções que permitam a monitorização e controlo inteligente de consumos de água

85%

500 €

550 €

-

525 €

550 €

5.2

Instalação de sistemas de aproveitamento de águas pluviais

85%

1500 €

1 650 €

-

1 575€

1 650 €


1  As majorações são cumulativas (pontos 5.4, 5.5 e 5.6), consoante as situações aplicáveis.


Os instaladores e, sempre que aplicável, os fabricantes ou fornecedores das soluções apoiadas pelo presente Aviso, quer sejam empresas ou técnicos em nome individual, devem possuir alvará, certificado, declaração ou outro documento aplicável que os habilite a proceder à intervenção em causa e estar inscritos nas plataformas existentes para as seguintes tipologias

 

Tipologia(s) Plataforma URL
1 – Janelas eficientes (empresas) de intervenção: CLASSE+ (para fabricantes das janelas) 

www.classemais.pt 

1 – Janelas eficientes (empresas) Portal casA+ > Diretório (para empresas instaladoras) (*)

https://portalcasamais.pt/  

2 – Isolamento térmico (empresas) Portal “Casa Eficiente 2020”
Portal casA+

https://casaeficiente2020.pt
https://portalcasamais.pt/

3.1 – Bombas de calor (empresas e técnicos APA > Avaliação e gestão ambiental > Certificação > Gases Fluorados > Listagens de Certificados e Atestados Emitidos

https://apambiente.pt/avaliacao-e-gestao-ambiental/listagens-de-certificados-e-atestados-emitidos

3.2. / 3.3. / 5 (empresas) Portal casA+ > Diretório

https://portalcasamais.pt/

4 – Solar fotovoltaico (técnicos) Portal aplicacional da DGEG > Consulta pública de técnicos responsáveis

https://apps.dgeg.gov.pt/DGEG/

(*) Se a empresa for apenas instaladora das janelas (ou seja, as janelas que a empresa instala já vêm com etiqueta CLASSE+ emitida por um fabricante aderente ao CLASSE+) e não for aderente ao CLASSE+, então a empresa deve estar inscrita no diretório do Portal casA+ (https://portalcasamais.pt/)


MODO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA

As candidaturas são apresentadas através do preenchimento do formulário disponível nesta página.

Clique aqui para aceder ao formulário:



ESCLARECIMENTOS COMPLEMENTARES

Para a prestação de qualquer esclarecimento adicional, contacte o e-Balcão, que pode ser acedido através do botão abaixo:

e-Balcão - Esclareça aqui as suas questões. (Edifícios mais sustentáveis)

Dado o número elevado de contactos que o e-Balcão tem vindo a receber não nos é possível responder com a brevidade que gostaríamos. Responderemos assim que possível. Agradecemos a compreensão de todos os interessados. 

Em alternativa pode contactar através do número de telefone 210 519 411.


i de informação

INFORMAÇÃO
Caso tenha credenciais de acesso a outros apoios do Fundo Ambiental (com exceção do Aviso PAE+S II), para aceder ao formulário de candidatura do PAE+S 2023 (1.º Aviso) terá de efetuar um novo registo (clique aqui). Após efetuar o registo, deverá manter na sua posse as credenciais de acesso, para consultar o estado da sua candidatura sempre que necessário, na Plataforma do Fundo Ambiental.

Relembramos que caso tenha credenciais de acesso ao antigo Aviso PAE+S II, poderá utilizar os mesmos dados de acesso, para submeter a sua candidatura ao Aviso PAE+S 2023.


A comunicação é feita exclusivamente através do e-Balcão, ou através do número de telefone 210 519 411. Apenas os emails enviados via e-Balcão serão respondidos.


DOCUMENTAÇÃO

  • Guia de apoio ao preenchimento do formulário (consulte aqui)
  • Orientações Técnicas Gerais (consulte aqui)
  • Orientações Técnicas Específicas:
                    



Tipologia 1 - Substituição de janelas não eficientes por janelas eficientes, de classe energética igual a "A+" (Consulte aqui);







Tipologia 2 - Aplicação ou substituição de isolamento térmico em coberturas, paredes ou pavimentos, recorrendo a materiais de base natural (ecomateriais), que incorporem materiais reciclados ou recorrendo a outros materiais (Consulte aqui);







 - Tipologia 3 - Sistemas de aquecimento e/ou arrefecimento ambiente e/ou de águas quentes sanitárias (AQS), que recorram a energia renovável, de classe energética “A+” ou superior (Consulte aqui);







Tipologia 4 - Instalação de sistemas fotovoltaicos ou de outros equipamentos de fonte de energia renovável para a produção de energia elétrica para autoconsumo (Consulte aqui);







Tipologia 5 - Intervenções que visem a eficiência hídrica (Consulte aqui).